33

Jovens se mobilizam para conferência nacional em defesa da saúde e da democracia

Controle Social

A juventude brasileira se organiza para a realização da 1ª Conferência Nacional Livre de Juventude e Saúde – 1ªCNLJS. O evento, organizado pelo Conselho Nacional de Saúde – CNS, será realizado nos dias 16, 17 e 18 de novembro de 2018, na Universidade de Brasília – UNB. A inscrição é gratuita e os participantes terão direito à alojamento na universidade, alimentação e entrada em todos os espaços. Para participar, estudantes, trabalhadores e usuários do Sistema Único de Saúde, de 18 a 29 anos, devem preencher o formulário online, até o dia 19 de outubro, às 12h (horário de Brasília). As vagas são limitadas.

A 1ªCNLJS é uma etapa preparatória para a 16ª Conferência Nacional de Saúde (8ª+ 8), que acontecerá em 2019. O objetivo é garantir o protagonismo e a voz dos jovens brasileiros nesse processo de participação social, em defesa dos direitos, da democracia e da saúde pública para todos.

O tema da conferência será “Democracia e Saúde: saúde como direito e consolidação e financiamento do Sistema Único de Saúde (SUS)”, e deverá abordar os mesmos eixos temáticos da 16ª Conferência, sendo: Saúde das Pessoas com Deficiência; Assistência Farmacêutica e Ciência e Tecnologia; Saúde Bucal; Saúde do Trabalhador e da Trabalhadora; Saúde Mental; Saúde da População Negra; Recursos Humanos e Relações de Trabalho e Orçamento e Financiamento.

Será de responsabilidade dos inscritos o custeio das passagens, aéreas ou terrestres, para o evento em Brasília. Quem possui ID Jovem pode conseguir a sua passagem de forma gratuita. As refeições que serão oferecidas pelo CNS incluem café da manhã, almoço e lanche da tarde. O jantar ficará a cargo de cada participante. Dúvidas e informações sobre a 1ª Conferência Nacional Livre de Juventude e Saúde podem ser encaminhadas para: confjuventudeesaude@gmail.com.

O presidente do CNS, Ronald dos Santos, explicou que a participação dos movimentos de juventude no processo da 16ª Conferência é fundamental. “Não estamos fazendo um favor de reunir a juventude em torno de uma conferência livre. Se hoje vocês estão aqui é porque é uma prerrogativa do SUS a gestão participativa”, afirmou. “Poucas vezes na história assistimos um momento como esse na sociedade brasileira. A força da juventude não pode permitir que a barbárie tome conta do país”, finalizou.

De acordo com o conselheiro nacional de saúde, Douglas Pereira, representante da Direção Executiva Nacional dos Estudantes de Medicina (Denem), é importante o engajamento de todas as áreas da saúde nesse processo. “A juventude tem o ímpeto para realizar ações de mobilização. Somos lideranças de várias entidades e, apesar da pouca idade, temos o compromisso e a responsabilidade de defender os direitos da população brasileira”, disse.

Larissa Leite, representante da Executiva Nacional dos Estudantes de Enfermagem (Eneenf), destacou a necessidade de um evento com jovens profissionais e estudantes da área da saúde diante do contexto sociopolítico atual. “Nossa responsabilidade é pulverizar o conhecimento dos cursos de saúde e o momento é essencial para fazermos nossas articulações para que o espaço da conferência seja ainda maior”.

Preencha o formulário clicando aqui. (Fonte: CNS)

Deixe sua opinião

Enviando seu comentário...
Houve um erro ao publicar seu comentário, por favor, tente novamente.
Por favor, confirme que você não é um robô.
Robô detectado. O comentário não pôde ser enviado.
Obrigado por seu comentário. Sua mensagem foi enviada para aprovação e estará disponível em breve.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Notícias relacionadas

Siga a CNTS
nas Redes Sociais