1
(FOTO: PIXABAY)

Comissão aprova maior pena para feminicídio em que a vítima está sob medida protetiva

Congresso Nacional

O objetivo do PL 7118/10 é agravar a punição do homem que, depois de agredir a mulher, vier a assassiná-la quando as medidas protetivas da lei Maria da Penha já estiverem em vigor por determinação da Justiça

Está pronto para ser votado no plenário da Câmara o PL 7118/2010, que propõe o aumento da pena em casos de homicídio qualificado no período em que a vítima estiver sob as medidas protetivas estabelecidas na Lei Maria da Penha. O projeto teve o parecer do deputado Paulo Magalhães (PSD-BA) aprovado na Comissão de Constituição e Justiça da Câmara.

Em seu relatório, o parlamentar destaca que “a situação especial da mulher vítima de violência exige uma resposta especial do Estado razão pela qual mostra-se pertinente e razoável tratar com maior rigor os agressores que, uma vez denunciados, desafiam as medidas protetivas de urgência aplicadas pelo juiz e perpetuam a violência”.

Ainda na avaliação do deputado, o projeto busca aprimorar o marco regulatório que compreende o combate dessa modalidade de violência, e, para tanto, busca suprimir esta lacuna normativa imputando maior punição aos homicídios cometidos contra essas vítimas que estejam sob o amparo do Estado.

“Estudos demonstram que um dos principais canais comportamentais que torna a lei efetiva para prevenir a violência doméstica é a percepção da probabilidade de maior punição do infrator, fato que corrobora para o caráter favorável da proposta sob análise”, defende Magalhães. (Com informações Agência Câmara)

Deixe sua opinião

Enviando seu comentário...
Houve um erro ao publicar seu comentário, por favor, tente novamente.
Por favor, confirme que você não é um robô.
Robô detectado. O comentário não pôde ser enviado.
Obrigado por seu comentário. Sua mensagem foi enviada para aprovação e estará disponível em breve.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Notícias relacionadas

Siga a CNTS
nas Redes Sociais