6
Foto: Reuters

Vacina da Pfizer contra a Covid é 100% eficaz em adolescentes de 12 a 15 anos

Saúde e Ciência

No ensaio com 2.260 voluntários, grupo que recebeu placebo teve 18 infectados; entre imunizados com vacina, nenhum teve a doença.

A Pfizer e a BioNTech anunciaram nesta quarta-feira, 31, que sua vacina contra a Covid-19 é segura, eficaz e produziu respostas robustas de anticorpos em adolescentes de 12 a 15 anos. Isso abre caminho para que as empresas busquem autorização dos Estados Unidos para uso emergencial do imunizante nessas faixas etárias daqui algumas semanas.

No ensaio envolvendo 2.260 adolescentes de 12 a 15 anos, houve 18 casos de Covid-19 no grupo que recebeu a injeção de placebo e nenhum no grupo que recebeu a vacina, resultando em 100% de eficácia na prevenção da doença, informaram as empresas em um comunicado.

A Pfizer espera que a vacinação do grupo possa começar antes de setembro, momento em que inicia o próximo ano letivo no hemisfério norte, disse Albert Bourla, presidente e executivo-chefe da empresa.

A vacina já está autorizada para uso em pessoas a partir dos 16 anos. O novo estudo oferece a primeira evidência de como a vacina funcionará em adolescentes em idade escolar.

O imunizante foi bem tolerado, com efeitos colaterais semelhantes aos observados entre aqueles com idade entre 16 e 25 anos no teste de adultos. Os efeitos colaterais para o grupo mais jovem não foram listados, mas no ensaio em adultos esses efeitos geralmente foram leves a moderados e incluíram dor no local da injeção, dores de cabeça, febre e fadiga.

As empresas também estudaram um subconjunto de adolescentes para medir o nível de anticorpos neutralizantes de vírus um mês após a segunda dose e descobriram que era comparável aos participantes do estudo com idades entre 16 e 25 anos no ensaio principal em adultos.

A farmacêutica já começou um estudo de fase 1, 2 e 3 com crianças de 6 meses a 11 anos. Na última semana, as primeiras crianças de 5 a 11 anos receberam uma dose do imunizante. A Pfizer deve começar o ensaio de 2 a 5 anos na próxima semana e, em seguida, em participantes entre 6 meses e 2 anos. A empresa tem a expectativa de contar com 4.644 inscritos para o estudo e tem a previsão de divulgar os resultados até o final do. Doses da vacina já foram aplicadas em milhões de adultos em mais de 65 países.

Fonte: Estadão

Deixe sua opinião

Enviando seu comentário...
Houve um erro ao publicar seu comentário, por favor, tente novamente.
Por favor, confirme que você não é um robô.
Robô detectado. O comentário não pôde ser enviado.
Obrigado por seu comentário. Sua mensagem foi enviada para aprovação e estará disponível em breve.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Notícias relacionadas

Siga a CNTS
nas Redes Sociais