29
Foto: Fabio Rodrigues Pozzebom/Agência Brasil

Entidades encaminham Carta Aberta aos deputados pela rejeição da reforma administrativa

Reforma Administrativa

A CNTS e demais entidades que integram o Movimento Basta afirmam que a PEC 32/2020, em análise na Câmara dos Deputados, promove o maior desmonte dos serviços públicos. E que a medida pretende privatizar direitos como saúde e educação.

O Movimento Basta divulgou na segunda-feira, 17, Carta Aberta aos deputados federais, com a posição de várias entidades, entre elas a CNTS, acerca dos ataques aos servidores públicos, propostos pela PEC 32/2020, da reforma administrativa. No texto, o movimento ressalta a união das categorias na luta contra esses ataques e ressalta que ela “interessa a todos, não apenas ao funcionalismo público, mas também aos trabalhadores do setor privado que dependem desses serviços e cujas representações somam-se nesse grito comum quando milhões de brasileiros, sem renda e sem emprego, só podem se socorrer nesses serviços para atender suas necessidades essenciais”.  Leia o documento na íntegra, abaixo:

A Comissão de Constituição e Justiça e de Cidadania (CCJC) da Câmara dos Deputados tem se reunido para, em plena Pandemia, procurar aprovar a admissibilidade da Proposta de Emenda Constitucional 32/2020, de autoria do Poder Executivo, que promove o maior desmonte dos serviços públicos, como nunca aconteceu na história do país. Inacreditavelmente, no momento em que a população brasileira mais deles necessita.

Neste momento em que profissionais da saúde se dedicam a salvar vidas, em árduas jornadas, esta Comissão discute como prejudicá-los e o governo fecha as portas do diálogo com as entidades que os representam.

Neste momento, em que morrem mais profissionais da Segurança Pública por Covid do que por enfrentamentos armados, nesta Comissão e nos Regimentos Internos desta Câmara, se articulam ardis para cercear a possibilidade de se discutir em profundidade as propostas.

Neste momento em que profissionais de pesquisa e desenvolvimento tecnológico se dedicam a desenvolver vacinas que salvam, em reconhecidos centros de excelência como Fiocruz, Instituto Butantan, universidades e tantos mais, esta Comissão deixa engavetados inúmeros projetos de Lei por tempo indeterminado mas corre célere com esta PEC da destruição.

Informamos aos Membros desta Comissão e aos que tramam pelo êxito destes ataques à toda a sociedade brasileira, que os senhores acabaram por nos unir, também como nunca antes. Estamos articulados, setor privado e todo o setor público – Segurança, Saúde, Educação, Ciência e Tecnologia – todos, nas três esferas e nos três níveis. E nossa primeira mobilização será em defesa desta mesma linha de frente que ora os senhores querem destruir.

Essa luta interessa a todos, não apenas ao funcionalismo público, mas também aos trabalhadores do setor privado que dependem desses serviços e cujas representações somam-se nesse grito comum quando milhões de brasileiros, sem renda e sem emprego, só podem se socorrer nesses serviços para atender suas necessidades essenciais.

A lista de subscritores deste documento só faz crescer a cada segundo. Portanto, nessa hora, só nos resta dizer: BASTA!, fazendo um derradeiro apelo aos parlamentares para não permitir a tramitação de matéria de tamanha importância em plena Pandemia.

BASTA de atropelos, de passar boiadas e tratoragens inconsequentes!

A prioridade é o combate à Pandemia. A prioridade é a Vida! Respeitosamente.

Movimento BASTA! 

Deixe sua opinião

Enviando seu comentário...
Houve um erro ao publicar seu comentário, por favor, tente novamente.
Por favor, confirme que você não é um robô.
Robô detectado. O comentário não pôde ser enviado.
Obrigado por seu comentário. Sua mensagem foi enviada para aprovação e estará disponível em breve.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Siga a CNTS
nas Redes Sociais