9
Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil

Butantan retoma produção da vacina Coronavac após paralisação por atraso nos insumos

Saúde

Processo tinha sido suspenso por falta de insumo. Matéria-prima vinda da China chegou a São Paulo na segunda, 19. Com atraso no recebimento, Instituto vai completar a entrega das 46 milhões de doses ao Ministério da Saúde, que estava prevista para o fim de abril, até 10 de maio.

O Instituto Butantan retomou a produção da vacina Coronavac com o carregamento de IFA que chegou da China na última segunda-feira, 19. De acordo com o governo de São Paulo, a próxima entrega ao Plano Nacional de Imunização – PNI, com 5 milhões de doses, está prevista até a primeira semana de maio.

No último dia 7, o Butantan confirmou que o envase da Coronavac estava paralisado havia 10 dias após um atraso no envio do Ingrediente Farmacêutico Ativo – IFA que chegaria da China. Com a entrega do carregamento de 3 mil litros do produto nesta semana, o Instituto retomou a operação de envase, rotulagem, embalagem e controle de qualidade das vacinas.

O lote do IFA deveria ter chegado até o final de março. Com o atraso, o Butantan vai completar a entrega das 46 milhões de doses de Coronavac ao Ministério da Saúde até 10 de maio. A previsão inicial era até o fim de abril.

Inicialmente, o Butantan receberia 6 mil litros do IFA em um único lote, mas o envio da matéria-prima foi dividido e ainda falta chegar metade. Os outros 3 mil litros do insumo para a CoronaVac devem chegar antes do fim de abril, mas ainda não há data definida, segundo o instituto.

IFA recebido em março e fevereiro – Em março, o Butantan havia recebido uma remessa de 8,2 mil litros de IFA, correspondente a cerca de 14 milhões de doses. Outros 11 mil litros de insumos haviam chegado ao país em fevereiro.

Na semana passada, o Butantan entregou mais 1 milhão de doses da CoronaVac ao Plano Nacional de Imunizações – PNI e atingiu 40,7 milhões de doses enviadas ao governo federal desde o início das entregas, em 17 de janeiro.

Após finalizar a entrega dos 46 milhões de doses ao Ministério da Saúde referentes ao primeiro contrato assinado, o Butantan deve entregar mais 54 milhões de doses ao governo federal até o final de setembro.

Fonte: Estadão e G1

Deixe sua opinião

Enviando seu comentário...
Houve um erro ao publicar seu comentário, por favor, tente novamente.
Por favor, confirme que você não é um robô.
Robô detectado. O comentário não pôde ser enviado.
Obrigado por seu comentário. Sua mensagem foi enviada para aprovação e estará disponível em breve.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Notícias relacionadas

Siga a CNTS
nas Redes Sociais