142

Luta da enfermagem ganha reforço de frentes parlamentares

Enfermagem

A pauta de reivindicações dos profissionais da enfermagem será reforçada com o lançamento das Frentes Parlamentares em Defesa das 30 Horas da Enfermagem e da Mista em Defesa da Enfermagem, no dia 20 de agosto, em Brasília. A CNTS estará presente no ato que ocorrerá às 15h, no salão nobre da Câmara dos Deputados. O lançamento das Frentes contará com o apoio da CNTS, do Cofen, FNE, ABEn, CNTSS, Anaten, ENEEnf, entidades que compõem o Fórum Nacional da Enfermagem, e dos deputados federais Célio Studart (PV/CE) e Mauro Nazif (PSB/RO).

O objetivo das Frentes é acompanhar, propor e analisar proposições e programas que disciplinem todos os assuntos referentes à enfermagem; realizar encontros, simpósios, seminários, debates e outros eventos, com vistas a difundir as medidas legislativas necessárias à regulamentação do setor em prol dos profissionais da enfermagem; e acompanhar ações a serem empreendidas pelo poder público no sentido de aprimorar a jornada de trabalho dos enfermeiros, técnicos e auxiliares de enfermagem, estabelecer piso salarial da categoria e regulamentar adequado local de descanso, entre outras ações que garantam os direitos dos profissionais.

Em abril, durante audiência pública na Câmara dos Deputados, a CNTS mais uma vez reivindicou a aprovação do Projeto de Lei 2295/2000, que fixa a jornada de trabalho dos enfermeiros, técnicos e auxiliares de enfermagem em 30 horas semanais. Na ocasião, o secretário-geral da CNTS, Valdirlei Castagna, cobrou atitude dos parlamentares que arrastam a tramitação do projeto há 20 anos no Congresso Nacional. “São os donos de hospitais e empresários do setor de saúde que interessam que o projeto continue engavetado. A enfermagem reúne mais de 2 milhões de profissionais no Brasil e mais de 85% da categoria são mulheres, que têm em geral dupla ou tripla jornada. Nossa categoria está cansada, doente de tanto trabalhar”.

CNTS

5 opiniões sobre “Luta da enfermagem ganha reforço de frentes parlamentares

  • Fabio barbuzza

    Os técnicos de enfermagem são os que trabalhão mais. E ganhão menos. Temos de ter o direito de nos aposentar com 25 anos de servico e cada cinco anos trabalho. Ganhar dois anos. Para somar na aposentadoria . merecemos. Pois com o tempo ficamos doente. Psicologicamente e fisicamente. E ninguém se importa. Nao temos cobertura e apoio de ninguém. Fabio. Barbuzza. Tecnico enfermagem pelotas rio grande do sul.

    • Douglas Dias

      Apoiado Fábio, visto que sem a categoria a saúde para, deveríamos ser mais valorizados. Douglas Dias tecnico de enfermagem governador Valadares mg

  • fabio barbuzza

    Deveríamos ganhar um salario justo no minimo quatro salários mínimos. Tem a categoria medica que só manda e quem carrega o hospital nas costas somos nos. Fabio.

  • Martha

    O técnico de enfermagem trabalha triplicado, sem extras e sem condições de trabalho, adquire doença no local de trabalho, e somos desvalorizados, por favor essa situação precisa mudar.

  • Maria do Rosario cutrim

    Valorização já!!!
    Sem os técnicos os hospitais
    Fechará sua portas,queremos salário digno.juntamente com a carga horário.m

Deixe uma resposta para Maria do Rosario cutrim Cancelar resposta

Enviando seu comentário...
Houve um erro ao publicar seu comentário, por favor, tente novamente.
Por favor, confirme que você não é um robô.
Robô detectado. O comentário não pôde ser enviado.
Obrigado por seu comentário. Sua mensagem foi enviada para aprovação e estará disponível em breve.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Siga a CNTS
nas Redes Sociais