Trabalhadores de UPAs aprovam parcelamento do acordo coletivo em Alagoas

Após a decisão da Justiça do Trabalho, que determinou o percentual 11.29% de reajuste a todos os profissionais auxiliares e técnicos de enfermagem dos estabelecimentos de saúde de Alagoas, com exceção das unidades que possuem convenção coletiva firmado entre a empresa e o sindicato, o presidente, Mário Jorge Filho, iniciou a agenda de visitas as unidades de saúde, cumprindo a etapa de discussão e aprovação de propostas para a efetivação do reajuste.

Diante da manifestação de parte dos diretores de hospitais sobre a dificuldade de efetuar o pagamento do retroativo em única parcela, os profissionais das Unidades de Pronto Atendimento do Benedito Bentes e do Trapiche admitiram um parcelamento em até cinco vezes. “A expectativa é que, se fechado o acordo, os salários sejam reajustados imediatamente. Reforço que estamos falando de um aumento que deveria ter sido dado aos trabalhadores em 2016, mas que somente agora foi julgado”, frisou o presidente.

Durante o encontro, os profissionais reclamaram dos baixos salários e das dificuldades que enfrenta a categoria. “Somos trabalhadores que, apesar do imenso esforço, temos pouco reconhecimento profissional e financeiro. É uma condição que não pode ser ignorada e que precisa estar em constante debate”, colocou, frisando a importância da aprovação do PL 459/2015, que estabelece o piso salarial nacional dos profissionais de Enfermagem. O apoio suprapartidário fortalece a mobilização a favor do piso salarial. (Fonte: Ascom Sateal)

CNTS

Deixe sua opinião

Enviando seu comentário...
Houve um erro ao publicar seu comentário, por favor, tente novamente.
Por favor, confirme que você não é um robô.
Robô detectado. O comentário não pôde ser enviado.
Obrigado por seu comentário. Sua mensagem foi enviada para aprovação e estará disponível em breve.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Siga a CNTS
nas Redes Sociais