11
Foto: Sindsaúde-CE

Sindsaúde denuncia falta de ambulâncias do Samu Ceará em Caucaia, Eusébio e Maranacaú

Entidades de Base

Em Caucaia, por conta da falta de veículos, oito equipes têm se revezado nos atendimentos com apenas uma ambulância. O problema tem acarretado demora no atendimento das ocorrências e revolta da população contra as equipes.

Enfermeiras(os), técnicas(os) e socorristas do Samu Ceará têm buscado o Sindsaúde Ceará para denunciar a falta de ambulâncias para trabalhar, o que tem prejudicado os atendimentos de urgência.

Só na base de Caucaia, que atende oito municípios, oito equipes compostas por condutor socorrista e técnico socorrista estão se revezando nos atendimentos com uma só ambulância. “Nesta semana, aconteceu de a gente chegar na ocorrência duas horas depois do pedido de socorro”, relata um socorrista. “Entendemos a insatisfação da população, mas não temos culpa. Queremos trabalhar, mas não tem ambulância”, lamenta o socorrista, que prefere não se identificar.

A base Caucaia atende nove municípios, como Paracuru, São Gonçalo e Itapagé, entre outros. Também há relatos de falta de ambulâncias nas bases de Maracanaú e Eusébio, onde as equipes também estariam se revezando em uma única ambulância, deixando grande área descoberta e, causando muita demora nos atendimentos.

De acordo com informações que chegaram ao Sindsaúde Ceará, o problema estaria ocorrendo há cerca de três meses. As ambulâncias teriam sido retiradas de circulação para manutenção sem substituição. Só nesta oficina, em Caucaia, pelo menos sete ambulâncias estão paradas à espera de reparos.

Na última segunda-feira, 25/04, uma ocorrência no bairro Araturi, em Caucaia, foi atendida duas horas após o pedido de socorro. “Foi uma queda de moto por volta das 6 horas da manhã, mas só tivemos condições de chegar às 8 horas”, comenta um socorrista.

Para cobrar a garantia de condições normais para realizar os atendimentos, os trabalhadores da saúde do Samu Ceará vão à Secretaria da Saúde do Estado na próxima segunda-feira, 2, às 9 horas da manhã.

Foto: Sindsaúde-CE

Fonte: Sindsaúde-CE
CNTS

Deixe sua opinião

Enviando seu comentário...
Houve um erro ao publicar seu comentário, por favor, tente novamente.
Por favor, confirme que você não é um robô.
Robô detectado. O comentário não pôde ser enviado.
Obrigado por seu comentário. Sua mensagem foi enviada para aprovação e estará disponível em breve.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Siga a CNTS
nas Redes Sociais