10
Foto: Arquivo Agência Brasil

Prazo para sacar o abono salarial termina nesta sexta

Economia

Quem trabalhou com carteira assinada por pelo menos 30 dias em 2017 e ganhou, no máximo, dois salários por mês tem direito ao benefício PIS/Pasep que varia de R$ 84 a R$ 998

Termina nesta sexta-feira, 28, o prazo sacar o abono salarial do PIS/Pasep do calendário 2018-2019. Quem trabalhou com carteira assinada por pelo menos 30 dias em 2017 e ganhou, no máximo, dois salários mínimos por mês tem o direito de sacar o benefício.

O valor varia de R$ 84 a R$ 998, de acordo com o tempo trabalhado formalmente em 2017. Os trabalhadores e trabalhadores da iniciativa privada podem sacar o benefício o PIS nas agências da Caixa Econômica Federal. Já o saque do funcionalismo público, Pasep, deve ser feito nas agências do Banco do Brasil.

Quem não fizer o saque perderá o direito ao benefício. O abono salarial ano-base 2017 começou a ser pago em julho de 2018 de forma escalonada. Até a última terça-feira, 25, segundo a Secretaria Especial de Previdência e Trabalho, mais de 2,2 milhões de pessoas que têm direito ainda não sacaram o dinheiro, que totaliza R$ 6,5 bilhões.

Quem tem direito a sacar o abono? – Para ter direito, o cidadão do setor público ou privado deve ter trabalhado com carteira assinada em 2017 por, no mínimo, 30 dias e ter recebido até dois salários mínimos por mês.

Se o período trabalhado foi de 12 meses, o trabalhador vai receber o valor integral do benefício, que é de um salário mínimo – R$ 998. Se o período trabalhado foi de apenas um mês, o valor será equivalente a 1/12 do salário – R$ 84, e assim sucessivamente. Segundo o Ministério da Economia, os valores são sempre arredondados para cima. Por isso, quem trabalhou por um mês, por exemplo, e teria direito a R$ 83,17 de abono, receberá R$ 84.

Como saber se tem direito? – Para saber se tem direito ao abono salarial, é possível fazer a consulta das seguintes maneiras:

PIS – trabalhador de empresa privada: no Aplicativo Caixa Trabalhador; no site da caixa (www.caixa.gov.br/PIS), clique em “Consultar Pagamento”; e pelo telefone de atendimento da Caixa: 0800 726 0207.

Pasep – servidor público: pelos telefones da central de atendimento do Banco do Brasil: 4004-0001 (capitais e regiões metropolitanas); 0800 729 0001 (demais cidades) e 0800 729 0088 (deficientes auditivos).

É necessário também que o trabalhador esteja inscrito no PIS/Pasep há pelo menos cinco anos e tenha os dados atualizados pelo empregador na Relação Anual de Informações Sociais ano-base 2017.

Onde é feito o saque? – PIS: Funcionários de empresa privada, com cartão cidadão e senha cadastrada, pode fazer o saque em caixas eletrônicos da Caixa ou em lotéricas.

Se não tiver o cartão cidadão, o saque deve ser feito em uma agência da Caixa, com o documento de identificação. Se o trabalhador já é correntista individual da Caixa, o abono é depositado diretamente na conta, caso haja saldo acima de R$ 1 e movimentação em conta.

Pasep: No caso dos servidores públicos, o saque é feito nas agências do Banco do Brasil, com documento de identificação. Servidores correntistas do banco recebem o dinheiro diretamente na conta. Mais informações sobre o Pasep podem ser obtidas pelo telefone do BB: 0800 729 0001

Fonte: Agência Brasil
CNTS

Deixe sua opinião

Enviando seu comentário...
Houve um erro ao publicar seu comentário, por favor, tente novamente.
Por favor, confirme que você não é um robô.
Robô detectado. O comentário não pôde ser enviado.
Obrigado por seu comentário. Sua mensagem foi enviada para aprovação e estará disponível em breve.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Siga a CNTS
nas Redes Sociais