80
Foto: Getty Images

OMS declara emergência de saúde global por coronavírus

Saúde

Com a medida, organização se une a governos para traçar plano de combate à doença; até agora, são quase 8 mil casos.

A Organização Mundial da Saúde – OMS declarou estado de emergência global em razão da disseminação do coronavírus. A entidade fez o anúncio à imprensa em sua sede, em Genebra, na Suíça, após reunião com especialistas. Até o momento, foram contabilizados 7,7 mil casos e 170 mortes na China, principal local de multiplicação do vírus. Em outros 18 países, já foram registrados 98 casos. No Brasil, o Ministério da Saúde investiga nove casos suspeitos.

“Quero deixar claro que essa declaração não é um voto de desconfiança à China. Nossa grande preocupação é o potencial de o vírus se espalhar por países com sistemas de saúde fracos”, afirmou o diretor-geral da OMS, Tedros Adhanom Ghebreyesus.

O diretor-geral da OMS elogiou ainda a resposta da China ao surto. A grande maioria dos casos foi registrada neste país. As primeiras infecções do vírus, batizado de 2019-nCoV, foram detectadas em Wuhan no final do ano passado e remontam a um mercado de animais selvagens e peixes, que agora foi fechado. O vírus pode ter sido transmitido através do contato direto entre humanos e animais, ou simplesmente através do ar.

A declaração de emergência global desencadeia uma série de recomendações a todos os países, destinadas a prevenir ou reduzir propagação transfronteiriça de doenças. Ela abrange recomendações para autoridades de saúde de todo o mundo que incluem intensificar medidas de monitoramento, prontidão e contenção.

Para declarar emergência, a OMS considera três critérios: uma situação extraordinária, o risco de rápida expansão para outros países e a necessidade de uma resposta internacional coordenada.

Esta é a sexta vez que a OMS declara este tipo de emergência global. A primeira foi na pandemia de H1N1 em 2009, e as demais foram os surtos de ebola na África Ocidental (2014) e na República Democrática do Congo (2019), o de pólio em alguns países de Ásia Central, Oriente Médio e África Central (2014) e a epidemia de zika (2015 e 2016).

Nos últimos dias, a doença tem se propagado rapidamente pelo mundo. Quase 100 infecções pelo coronavírus já foram identificadas em ao menos 18 países além da China, incluindo Alemanha, Japão e Vietnã, onde casos de transmissão de pessoa para pessoa foram confirmados. Os EUA, o Reino Unido e a Alemanha, entre outros países, desaconselharam seus cidadãos a viajar à China.

CNTS

Deixe sua opinião

Enviando seu comentário...
Houve um erro ao publicar seu comentário, por favor, tente novamente.
Por favor, confirme que você não é um robô.
Robô detectado. O comentário não pôde ser enviado.
Obrigado por seu comentário. Sua mensagem foi enviada para aprovação e estará disponível em breve.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Siga a CNTS
nas Redes Sociais