18
Foto: Sateal

NR 32 é tema de simpósio sobre segurança no ambiente profissional em Maceió

Sindicatos de Base

Profissionais e estudantes da saúde participaram, na última sexta-feira, 27, do V Simpósio NR32, realizado pelo Hospital Geral do Estado HGE, no auditório do Senai Poço, em Maceió. O evento contou com a participação do presidente do Sindicato dos Auxiliares e Técnicos de Enfermagem no Estado de Alagoas – Sateal, Mário Jorge Filho, que na oportunidade destacou a importância do debate entre os profissionais do setor.

“A Norma Regulamentadora 32 tem por finalidade estabelecer as diretrizes básicas para a implementação de medidas de proteção à segurança e à saúde dos trabalhadores dos serviços de saúde, bem como daqueles que exercem atividades de promoção e assistência à saúde em geral. Por isso a importância da atualização e debate sobre a aplicação da lei na prática”, destacou o presidente.

Mário Jorge frisou que o momento é para intensificar o debate, principalmente diante do cenário nacional, considerando que o governo federal vem precarizando as políticas de saúde. O evento teve o apoio da Confederação Nacional dos Trabalhadores na Saúde – CNTS e da Nova Central Sindical de Trabalhadores – NCST.

A NR foi instituída trazendo à responsabilidade pelo seu cumprimento contratantes e contratados, nem só um e nem o outro, argumentou Jean Freitas, técnico de segurança do Hospital Alemão Oswaldo Cruz. O evento acontece anualmente e proporciona a discussão de temas relacionados à segurança do profissional de saúde.

O secretário executivo de Ações de Saúde da Secretaria de Estado da Saúde – Sesau, Paulo Teixeira, representando o gestor da pasta estadual, Alexandre Ayres, ressaltou os avanços que vêm sendo realizados na saúde alagoana e apostilou que os seminários sobre a NR oportunizam esclarecimentos e ampliação de conhecimentos acerca da norma que trata sobre a segurança e saúde no trabalho em serviços de saúde.

“É uma norma que estabelece várias condutas e, contudo, gera dúvidas. Daí a relevância de eventos como este, que ainda permite a troca de experiências entre os serviços hospitalares públicos e privados”, pontuou.

A Norma é aplicada em toda e qualquer unidade de atendimento em saúde, segundo especificou Jean Freitas em sua palestra. Ele explicou que, entre as obrigações do empregador está a de assegurar capacitação aos profissionais de forma continuada e aos trabalhadores conhecer o documento e acompanhar as mudanças e adequações que forem necessárias, aplicando no seu ambiente profissional.

O seminário aconteceu durante todo o dia. No período da manhã também foi levada em pauta a cultura de segurança do paciente, com a enfermeira Andréa Teixeira. À tarde, tuberculose e H1N1, além do uso da máscara N95 foram temas de debate entre estudantes e profissionais.

Fonte: Sateal
CNTS

Deixe sua opinião

Enviando seu comentário...
Houve um erro ao publicar seu comentário, por favor, tente novamente.
Por favor, confirme que você não é um robô.
Robô detectado. O comentário não pôde ser enviado.
Obrigado por seu comentário. Sua mensagem foi enviada para aprovação e estará disponível em breve.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Siga a CNTS
nas Redes Sociais