24
Foto: Feessers

Federação e sindisaúdes do RS se unem à CNTS para enfrentar aos ataques às entidades sindicais

Entidades de Base

A Federação dos Empregados em Estabelecimentos de Serviços de Saúde do Estado do Rio Grande do Sul – Feessers e os Sindisaúdes filiados unem forças com a CNTS para enfrentar os ataques contra as entidades sindicais, decorrentes da extinção da contribuição sindical, cujo objetivo é barrar as atividades dos sindicatos, únicos com capacidade de enfrentamento coletivo da patronal. A discussão aconteceu na última sexta-feira, 24, em Porto Alegre, durante reunião ampliada da Federação.

Participaram do debate o secretário-geral da CNTS, Valdirlei Castagna, os diretores da CNTS e da Feessers Adilson Szymanski, Emerson Pacheco e Terezinha Perissinotto e, os Sindisaúde de Alegrete, Caxias do Sul, Cruz Alta, Erechim, Ijuí, Lajeado, Montenegro, Passo Fundo, Pelotas, Rio Grande, Santa Rosa, Santiago, Santo Ângelo e São Borja.

Castagna foi enfático em sua fala afirmando que o debate sobre a sustentação das entidades, em todas as instâncias, deve ser aberto e definitivo, para que sejam traçados novos rumos na organização dos movimentos sociais. “Será difícil reverter o quadro das contribuições a partir das inúmeras ADIs que tramitam no Supremo e, portanto, isto vai significar o fechamento de portas e de trabalhadores desprotegidos. Esta situação coloca para o meio sindical a necessidade de falar diretamente com os trabalhadores e, com eles, garantir ou não a existência das suas entidades representativas”.

Milton Kempfer presidente da Feessers, aposta na união das entidades como única forma de atrair os trabalhadores para a compreensão de que estão tirando seus direitos de forma arrasadora, de todas as categorias, “exceto as protegidas, como dos militares, Judiciário, supremo federal, deputados, senadores e filhas de militares”.

Congresso – Diante desse quadro, a CNTS está organizando Congresso da entidade, com previsão para início do próximo ano, onde será feito amplo debate sobre o financiamento das instituições e as consequências da extinção das contribuições. Milton Kempfer reagiu favorável ao debate, sugerindo que sejam feitas discussões na base, em todos os Estados organizados, até a realização do Congresso.

Fonte: Feessers
CNTS

Deixe sua opinião

Enviando seu comentário...
Houve um erro ao publicar seu comentário, por favor, tente novamente.
Por favor, confirme que você não é um robô.
Robô detectado. O comentário não pôde ser enviado.
Obrigado por seu comentário. Sua mensagem foi enviada para aprovação e estará disponível em breve.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Siga a CNTS
nas Redes Sociais