19
Foto: Gov. SP

Estudo aponta alta proteção da Coronavac contra casos graves de Covid provocados pela delta

Coronavírus

Análise com quase 11 mil pessoas na China aponta que vacina é eficaz em prevenir pneumonia provocadas pelo coronavírus e contra o desenvolvimento da Síndrome Respiratória Aguda Grave e mortes.

Um estudo conduzido pelo Centro de Controle e Prevenção de Doenças (CDC chinês) e pela Escola de Saúde Pública da província de Guandong, na China, revelou que as vacinas Coronavac apresentaram proteção de até 100% para casos graves de Covid-19 causadas pela delta. Já para a pneumonia causada pela variante, a proteção ficou entre 69,5% até 77,7%.

Segundo a reportagem da Folha de S.Paulo, o artigo foi enviado para publicação na principal revista científica da área médica, The Lancet, e divulgado na página oficial de pré-prints, de artigos ainda sem a revisão pela revista.

Para avaliar a efetividade das vacinas inativadas produzidas pelo laboratório Sinovac em relação à delta, os pesquisadores coletaram dados de 10.813 casos confirmados de Covid ou de pessoas que tiveram contatos próximos com infectados.

Dentre os indivíduos incluídos na pesquisa, 54,4% eram não vacinados, 28,95% receberam pelo menos uma dose da vacina e 14,6% receberam as duas doses. A maioria dos participantes recebeu pelo menos uma dose ou as duas injeções da Coronavac (51,3% e 58,3%, respectivamente).

No período dos testes, de 21 de maio a 18 de junho, foram confirmados 167 casos da variante delta.

Entre o público da pesquisa, foram contabilizados 102 casos de pneumonia causadas pelo vírus, sendo 85 em pessoas não vacinadas, 12 naquelas com receberam pelo menos uma dose e 5 casos em pessoas totalmente imunizadas. Para quem recebeu as duas doses, a efetividade da vacina foi de 77,7%, caindo para 69,5% quando considerado diferentes fatores como profissão, sexo, idade ou local de residência que influenciaram a exposição ao vírus.

Já em relação ao quadro grave de Covid-19, houve o registro de 19 casos, todos no grupo dos não vacinados, o que aponta para uma efetividade das vacinas de 100%. Contudo, como o número de casos é relativamente baixo, e é preciso aguardar mais estudos para confirmar esse valor.

A pesquisa, apesar de contar com um número pequeno de casos confirmados, é a primeira evidência da eficácia das vacinas de vírus inativado, como a Coronavac, contra casos graves e pneumonia causados pela variante delta, como já foi demonstrado em estudos para outras cepas do vírus.

Um estudo feito por pesquisadores do Reino Unido e divulgado em junho apontou que as vacinas Pfizer e AstraZeneca mantêm a eficácia contra casos de Covid-19 provocados pela delta, embora em uma taxa menor do que a encontrada para outras formas do vírus, incluindo a alfa – de 92% para 79%, no caso da Pfizer, e de 73% para 60%, da AstraZeneca.

Fonte: Com Folha de S.Paulo e Correio do Povo
CNTS

Deixe sua opinião

Enviando seu comentário...
Houve um erro ao publicar seu comentário, por favor, tente novamente.
Por favor, confirme que você não é um robô.
Robô detectado. O comentário não pôde ser enviado.
Obrigado por seu comentário. Sua mensagem foi enviada para aprovação e estará disponível em breve.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Siga a CNTS
nas Redes Sociais