10
Foto: Jefferson Peixoto/Secom BA

Entidades médicas divulgam manifesto em defesa do uso de máscaras no combate à Covid

Saúde

A ciência reage à fala do presidente Jair Bolsonaro e entidades afirmam que máscaras são instrumentos eficazes para a redução da transmissão de vírus respiratórios e devem ser utilizadas não apenas por profissionais da saúde, mas por todos.

Com o Sistema Único de Saúde – SUS passando pelo momento mais crítico desde o início da pandemia, 46 entidades médicas assinaram um manifesto para apoiar e reforçar a necessidade do uso de máscara como instrumento de combate ao coronavírus. O manifesto foi divulgado no domingo, 28.

Na nota, entidades médicas como a Sociedade Brasileira de Pneumologia e Tisiologia, Associação Brasileira de Alergia e Imunologia, a Faculdade de Medicina de Botucatu/Unesp e outras, defendem não só o uso das máscaras, mas também  ações para contenção da pandemia da Covid-19, como o distanciamento físico, não compartilhamento de objetos de uso pessoal e a higienização das mãos.

“Máscaras são instrumentos eficazes para a redução da transmissão de vírus respiratórios e são preconizadas na atual pandemia para uso, não apenas por profissionais da saúde no cuidado de indivíduos com suspeita ou diagnóstico de Covid-19, mas por todos. O uso correto da máscara é a ação pessoal com efeito coletivo fundamental para diminuir a circulação do vírus da Covid-19 que assola o país neste momento”, diz a nota.

O comunicado continua: “É urgente que as medidas efetivas para diminuir a transmissão da doença sejam assumidas pela população como compromisso social para diminuir a possibilidade do surgimento de novas variantes do vírus e o colapso total dos serviços de saúde de todo país”.

Na última quinta-feira, 25, o presidente Jair Bolsonaro citou um estudo alemão para criticar supostos efeitos colaterais do uso de máscaras. De acordo com o Estadão Verifica, trata-se de uma análise de pouco rigor científico e incapaz de comprovar relação com os problemas mencionados em crianças. O artigo também não foi revisado por pares, nem publicado em revistas científicas até o momento.

Evidências apontam que, nesse mais recente ataque ao uso de máscaras, Bolsonaro se baseou em um tuíte de um médico negacionista chamado Alessandro Loiola, que já foi alvo de quatro verificações do Projeto Comprova por espalhar informações falsas e é autor de um livro chamado “Covid-19: a fraudemia”, um compêndio de teses anticientíficas e teorias conspiratórias.

Assinam o manifesto:

  1. Sociedade Brasileira de Pneumologia e Tisiologia
  2. Associação Alagoana de Doenças do Tórax
  3. Associação Amazonense de Pneumologia e Cirurgia Torácica
  4. Associação Brasileira de Alergia e Imunologia
  5. Associação Brasileira de Medicina Física e Reabilitação
  6. Associação Brasileira de Transplante de Órgãos
  7. Associação Brasiliense de Medicina da Família e Comunidade
  8. Associação Catarinense de Pneumologia e Tisiologia
  9. Associação de Medicina Intensiva Brasileira
  10. Associação de Medicina Intensiva do DF
  11. Associação de Pneumologia e Cirurgia Torácica do Rio Grande do Norte
  12. Associação Maranhense de Pneumologia e Cirurgia Torácica
  13. Associação Médica de Brasília
  14. Associação Paraense de Pneumologia e Tisiologia
  15. Associação Paranaense de Pneumologia e Tisiologia
  16. Associação Paulista de Medicina de Família e Comunidade
  17. Associação Pernambucana de Pneumologia e Tisiologia
  18. Faculdade de Medicina de Botucatu/Unesp
  19. Sociedade Brasileira de Anestesiologia
  20. Sociedade Brasileira de Cardiologia
  21. Sociedade Brasileira de Cirurgia Torácica
  22. Sociedade Brasileira de Dermatologia
  23. Sociedade Brasileira de Endocrinologia e Metabologia
  24. Sociedade Brasileira de Hepatologia
  25. Sociedade Brasileira de Infectologia
  26. Sociedade Brasileira de Nefrologia
  27. Sociedade Brasileira de Patologia
  28. Sociedade Brasileira de Patologia Clínica/Medicina Laboratorial
  29. Sociedade Brasileira de Pediatria
  30. Sociedade Brasileira de Reumatologia
  31. Sociedade Brasileira de Trombose e Hemostasia
  32. Sociedade Brasileira para a Qualidade do Cuidado e Segurança do Paciente
  33. Sociedade Brasiliense de Doenças Torácicas
  34. Sociedade Brasiliense de Reumatologia
  35. Sociedade Cearense de Pneumologia e Tisiologia
  36. Sociedade de Pneumologia da Bahia
  37. Sociedade de Pneumologia do Espírito Santo
  38. Sociedade de Pneumologia e Tisiologia do Mato Grosso
  39. Sociedade de Pneumologia e Tisiologia do Rio de Janeiro
  40. Sociedade de Pneumologia e Tisiologia do Rio Grande do Sul
  41. Sociedade Goiana de Pneumologia e Tisiologia
  42. Sociedade Mineira de Pneumologia e Tisiologia
  43. Sociedade Paraibana de Tisiologia e Pneumologia
  44. Sociedade Paulista de Infectologia
  45. Sociedade Paulista de Pneumologia e Tisiologia
  46. Sociedade Paulista de Reumatologia
Fonte: Com Estadão e G1
CNTS

Deixe sua opinião

Enviando seu comentário...
Houve um erro ao publicar seu comentário, por favor, tente novamente.
Por favor, confirme que você não é um robô.
Robô detectado. O comentário não pôde ser enviado.
Obrigado por seu comentário. Sua mensagem foi enviada para aprovação e estará disponível em breve.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Siga a CNTS
nas Redes Sociais