Em 2017, país teve 93 greves contra atraso do 13º salário, diz Dieese

O número de greves no país contra o atraso no pagamento do 13º salário atingiu 93 no ano passado, a maioria ocorreu na esfera privada – 68% no setor de serviços – 56 casos, segundo levantamento do Dieese. Merecem destaque a mobilização das categorias de trabalhadores da saúde que atuam em hospitais privados, filantrópicos e em organizações sociais – 26 casos, do asseio e conservação – 11 casos e do transporte coletivo urbano – oito situações.

O Caderno de Negociações do Dieese também revelou que as negociações foram afetadas pela reforma trabalhista, onde muitos sindicatos tiveram que priorizar a luta pela manutenção de direitos que a nova legislação permite extinguir. A negociação por aumento real nos salários acabou em segundo plano. Para conferir o caderno na íntegra, clique aqui

 







CNTS

Deixe sua opinião

Enviando seu comentário...
Houve um erro ao publicar seu comentário, por favor, tente novamente.
Por favor, confirme que você não é um robô.
Robô detectado. O comentário não pôde ser enviado.
Obrigado por seu comentário. Sua mensagem foi enviada para aprovação e estará disponível em breve.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Siga a CNTS
nas Redes Sociais