1

DIEESE lança publicação com indicadores preocupantes para mulheres

O Dieese publicou a quarta edição dos “Cadernos de negociação”, contendo alguns dados preocupantes sobre o mundo do trabalho. As mulheres, segundo a publicação, foram as mais prejudicadas em 2017. Além de perderem 42,5 mil postos de trabalho – enquanto o saldo foi positivo para os homens, com 21,7 mil postos de trabalho a mais em 2017 –, as mulheres foram duramente atingidas pela reforma trabalhista – Lei 13.467/2017 – no que diz respeito a permissão do trabalho de gestantes e lactantes em locais insalubres. O governo reviu esse trecho da reforma, ainda que parcialmente, com a Medida Provisória 808/2017.

A MP teve seu prazo renovado recentemente pelo presidente do Congresso nacional, Eunício Oliveira, mas sequer teve os membros da comissão especial mista designados. Um racha entre Câmara e Senado ficou evidente após o presidente da Câmara afirmar que a edição da MP foi um grande erro. Já os senadores insistiram na Medida, que é fruto de acordo com o governo para aprovação, sem alterações, do texto na Casa. Fica evidente aos trabalhadores, e, sobretudo às trabalhadoras, que o momento é de incertezas, já que, se a MP perder a validade, as regras da Lei 13.467/2017 voltam a valer.

Visando dar maior segurança às trabalhadoras em seus postos de trabalho, a publicação do Dieese selecionou cláusulas legais com garantias às grávidas. A edição também traz dados sobre negociação coletiva, greves em 2017, preços e inflação. Confira o documento na íntegra clicando aqui.

CNTS

Deixe sua opinião

Enviando seu comentário...
Houve um erro ao publicar seu comentário, por favor, tente novamente.
Por favor, confirme que você não é um robô.
Robô detectado. O comentário não pôde ser enviado.
Obrigado por seu comentário. Sua mensagem foi enviada para aprovação e estará disponível em breve.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Siga a CNTS
nas Redes Sociais