CNTS comemora 26 anos na luta em defesa dos trabalhadores na saúde

Neste 21 de dezembro a CNTS comemora mais um ano – ao todo, 26 – de lutas e conquistas. A criação da Confederação em 1991 foi o primeiro e grande passo para a defesa intransigente dos serviços públicos de saúde e dos direitos sociais e trabalhistas da categoria. “Caminhamos, sem dúvidas, em direção a um Brasil mais humano e menos corrupto, com saúde para todos”, disse o presidente José Lião de Almeida na solenidade de criação da entidade.

Desde o princípio a entidade tomou parte nos principais espaços de debate junto às instituições governamentais, entidades de classe e sindicais. Para tanto foi necessário a transferência da sede, ainda na década de 90, para Brasília. “A mudança representou a consolidação da CNTS como a legítima representante da categoria da saúde e permitiu aos seus dirigentes atuarem com maior autonomia e eficiência na defesa dos direitos dos trabalhadores”, avaliou José Lião.

Entre os principais espaços de debate que a CNTS participa como membro figuram o Conselho Nacional de Saúde, o Fórum Sindical dos Trabalhadores, o Fórum Nacional da Enfermagem, o Fórum das Entidades Nacionais dos Trabalhadores da Área da Saúde, e a Mesa Nacional de Negociação Permanente do SUS.

A defesa dos interesses individuais e sociais dos trabalhadores na saúde junto aos poderes constituídos foi o princípio norteador da fundação da CNTS. A Confederação tem como principais bandeiras de luta: um adequado financiamento do sistema público de saúde – a CNTS inclusive participou da campanha Saúde+10, que defende a aplicação de 10% da Receita Corrente Bruta da União em saúde; o combate ao assédio moral e psicológico no trabalho; a regulamentação da jornada de trabalho de 30 horas semanais e piso salarial justo; a defesa da saúde pública integral e universal; universalidade e solidariedade da Previdência Social; e a unicidade sindical.

Nestes 26 anos de história, muitas foram as dificuldades enfrentadas e de igual modo as vitórias alcançadas. “Nosso desejo é que a CNTS continue ocupando seu espaço de protagonismo na defesa dos trabalhadores na saúde. Ainda que a conjuntura política, por ora, se apresente desfavorável aos trabalhadores, a meta é permanecermos firmes e resistentes contra as investidas daqueles que tem o intuito de mitigar direitos. Em 2018, nenhum direito a menos”, alertou o presidente da entidade.






CNTS

Deixe sua opinião

Enviando seu comentário...
Houve um erro ao publicar seu comentário, por favor, tente novamente.
Por favor, confirme que você não é um robô.
Robô detectado. O comentário não pôde ser enviado.
Obrigado por seu comentário. Sua mensagem foi enviada para aprovação e estará disponível em breve.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Siga a CNTS
nas Redes Sociais