334

CNTS afirma que reduzir a quarentena dos profissionais de saúde infectados é um risco

Coronavírus

A Confederação Nacional dos Trabalhadores na Saúde – CNTS manifesta extrema preocupação diante da proposta apresentada pelos hospitais privados em reduzir o afastamento laboral dos profissionais de saúde infectados pela Covid-19. A falta de funcionários não pode ser justificativa para a banalização da vida humana. A possibilidade de reduzir a quarentena dos profissionais de saúde para cinco dias deve ser baseada em dados científicos concretos que garantam a segurança desses trabalhadores.

A Confederação ressalta que é necessário ampliar as contratações e fazer remanejamentos. E não permitir que o profissional de saúde trabalhe contaminado, ocasionando risco para si mesmo e para a população assistida.

Durante a pandemia, o Brasil perdeu ao menos um profissional de saúde a cada 19 horas para a Covid-19. E, infelizmente, apesar dos milhares de óbitos decorrentes da doença, o país ainda insiste em escolher o lucro, e não a preservação da vida.

A CNTS reforça a necessidade de ações coordenadas por parte do poder público para conter o avanço da doença no país, ampliando a vacinação, melhorando as estruturas para testagem e atendimento ambulatorial e garantindo proteção e segurança para que os profissionais de saúde desempenham suas funções.

Além disto, a Confederação informa que buscará todas as medidas cabíveis para resguardar o trabalhador através do Ministério da Saúde, do Ministério do Trabalho e Previdência, do Tribunal Superior do Trabalho, do Ministério Público e da Anvisa.

CNTS

Deixe sua opinião

Enviando seu comentário...
Houve um erro ao publicar seu comentário, por favor, tente novamente.
Por favor, confirme que você não é um robô.
Robô detectado. O comentário não pôde ser enviado.
Obrigado por seu comentário. Sua mensagem foi enviada para aprovação e estará disponível em breve.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Siga a CNTS
nas Redes Sociais