10
Foto: Tatiana Fortes/Governo do Ceará

Brasil registra 450 mil mortos por Covid-19 e governos voltam a apertar restrições

Pandemia

País teve mais de 37 mil novos casos em 24h; sistemas de saúde seguem sobrecarregados, em 14 estados, mais de 80% dos leitos de UTI estavam ocupados na semana passada, segundo levantamento da Folha de S.Paulo.

O Brasil chegou a 450.026 mortes pela Covid-19 na segunda-feira, 24, apenas 25 dias após ter ultrapassado a marca dos 400 mil óbitos. Embora a média móvel de mortes por dia tenha recuado em relação aos níveis vistos em meados de março, quando ultrapassou 3.100, o país registra há quatro meses mais de 1.000 mortos por dia.

O país tem o segundo maior número de mortes atualmente, atrás apenas dos Estados Unidos, 589 mil. Em números de mortos por 100 mil habitantes, o Brasil está na 11º posição, segundo dados da Universidade Johns Hopkins, que monitora os números da pandemia no mundo.

Os sistemas de saúde seguem sobrecarregados com doentes de Covid-19 que precisam de internação e Unidades de Terapia Intensiva – em 14 estados, mais de 80% dos leitos de UTI estavam ocupados na semana passada, segundo levantamento da Folha. Secretários de saúde vêm alertando o governo federal sobre a dificuldade de expandir o número de leitos, devido à insuficiência de equipes, e ainda vêem falta de medicamentos como os do kit intubação.

Esperança para controlar o avanço do coronavírus, a vacinação vem caminhando a passos mais lentos nas últimas semanas. Se em abril chegaram a ser imunizados 644 mil brasileiros com a primeira dose por dia, na semana passada eram em média cerca de 450 mil por dia.

De acordo com as informações das secretarias de Saúde, 42.539.769 pessoas receberam pelo menos uma dose da vacina contra a Covid no país, o que corresponde a 26,44% da população com mais de 18 anos –20.935.857 delas já receberam a segunda dose do imunizante e cerca de um mês após a injeção podem ser consideradas totalmente imunizadas.

O Brasil fica em 56º no ranking mundial de países quando considerado o número de doses de vacina aplicadas em relação à população. Nos Estados Unidos, onde cerca de 50% da população recebeu pelo menos uma dose da vacina, a média diária de novos casos ficou abaixo de 30 mil pela primeira vez em 11 meses na sexta-feira, 21. O número mostra que a vacinação está sendo eficaz para conter o vírus. Ali, pessoas totalmente vacinadas (que já receberas as duas injeções) não precisam mais usar as máscaras em boa parte do país e em quase todas as situações.

Restrições – Enquanto o país atravessa um dos piores momentos da crise sanitária, governadores e prefeitos têm decretado novas medidas restritivas para conter o avanço da do vírus. No sábado, 22, o governador da Bahia, Rui Costa (PT), disse que iria levantar limites à circulação de pessoas no estado para evitar que os leitos de UTI se esgotem nas próximas semanas.

No estado de SP, a prefeitura de Ribeirão Preto – a 313 km de São Paulo – fechou comércio e restaurantes e suspendeu por pelo menos cinco dias a operação do transporte coletivo urbano. Mais de 97% dos leitos de UTI da cidade estão ocupados.

Em Araraquara, entrou em vigor na segunda-feira, 24, um decreto faz a cidade voltar para um confinamento se a taxa de pacientes com sintomas que tiverem resultado positivo para a Covid-19 passar dos 30%.

Para agravar a situação, uma variante do Sars-Cov-2 primeiramente identificada na Índia foi registrada no Maranhão na semana passada. Os dados sobre a nova cepa do vírus ainda são iniciais, mas indicam que ela é mais transmissível – a variante foi apontada com uma das principais causas da alta de infecções na Índia, país que vem batendo recordes de mortes seguidamente nas últimas semanas.

Nas últimas 24 horas, o país registrou 841 mortes e 37.563 casos da doença – o total de infectados pelo Sars-CoV-2 desde o início da pandemia foi a 16.121.136. A média móvel de mortes no país está em 1.881 óbitos por dia, ficando abaixo de 2.000 há duas semanas.

A média é um instrumento estatístico que busca amenizar variações nos dados, como os que costumam acontecer aos finais de semana e feriados. O dado é calculado pela soma das mortes dos últimos sete dias e pela divisão do resultado por sete.

Também foram atualizadas as informações sobre a vacinação contra a Covid-19 por 25 estados e o Distrito Federal. Na segunda, foram registradas 854.867 doses aplicadas da vacina contra a Covid, 578.197 primeiras doses e 276.670 segundas.

Especialistas alertam que cuidados básicos como o uso de máscara, distanciamento social e higiene das mãos devem ser mantidos mesmo após a aplicação das duas doses do imunizante, uma vez que nenhuma vacina garante 100% de proteção contra a doença.

Uma retomada mais segura da vida normal deve ser feita apenas quando pelo menos 70% de toda a população estiver imunizada, o que deve proporcionar grande queda na circulação do Sars-CoV-2.

Fonte: Folha de S. Paulo
CNTS

Deixe sua opinião

Enviando seu comentário...
Houve um erro ao publicar seu comentário, por favor, tente novamente.
Por favor, confirme que você não é um robô.
Robô detectado. O comentário não pôde ser enviado.
Obrigado por seu comentário. Sua mensagem foi enviada para aprovação e estará disponível em breve.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Siga a CNTS
nas Redes Sociais