9
Foto: Arquivo Agência Brasil

Brasil recebe 1º lote da vacina da Pfizer para crianças de 5 a 11 anos

Vacina Contra a Covid

Remessa com 1,2 milhão de doses desembarcou no Aeroporto Internacional de Viracopos, em Campinas. No total, farmacêutica vai enviar 4,3 milhões de imunizantes em janeiro.

A primeira remessa da vacina da Pfizer contra Covid-19 para crianças de 5 a 11 anos chegou hoje ao Brasil. O lote foi desembarcado na madrugada desta quinta-feira, no Aeroporto de Viracopos, em Campinas/SP, com um total de 1,248 milhão de doses.

O lote será distribuído a estados e municípios para iniciar a aplicação. A previsão é que o Brasil receba em janeiro um total de 4,3 milhões de doses da vacina. A remessa é a primeira de três que serão enviadas ao país.

Segundo o Ministério da Saúde, durante o primeiro trimestre devem chegar ao Brasil quase 20 milhões de doses pediátricas, destinadas ao público-alvo de 20,5 milhões de crianças. Em fevereiro, a previsão é que sejam entregues mais 7,2 milhões, e em março, 8,4 milhões.

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária – Anvisa incluiu crianças de 5 a 11 anos na bula da vacina da Pfizer, numa decisão anunciada em reunião virtual no dia 16 de dezembro do ano passado.

A Anvisa aprovou a aplicação de duas doses de Pfizer, com intervalo de 21 dias. Até o momento, essa é a única vacina aprovada para o público infantil. Segundo dados do IBGE, o Brasil tem cerca de 20,5 milhões de crianças nessa faixa etária. Quem completar 12 anos entre a primeira e a segunda dose deve finalizar o ciclo de imunização com a dose reduzida.

Segundo a pasta, a criança deve ir aos postos de vacinação acompanhada dos pais ou responsáveis ou levar uma autorização por escrito. O esquema vacinal será de duas doses, com intervalo de oito semanas entre as aplicações.

A distribuição será feita na seguinte proporção (confira o percentual da população de 5 a 11 anos por estado):

Região Centro-Oeste (8,17%): Distrito Federal – 1,30%; Goiás – 3,55%;

Mato Grosso do Sul – 1,47% e Mato Grosso – 1,85%.

Região Sudeste (39,18%): Espírito Santo – 1,93%; Minas Gerais – 9,02%; Rio de Janeiro – 7,49% e São Paulo – 20,73%.

Região Sul (13,17%): Paraná – 5,25%; Rio Grande do Sul – 4,73% e Santa Catarina – 3,19%.

Região Nordeste (28,43%): Alagoas – 1,77%; Bahia – 7,07%; Ceará – 4,42%; Maranhão – 4,02%; Paraíba – 1,89%; Pernambuco – 4,80%; Piauí – 1,62%; Rio Grande do Norte – 1,67% e Sergipe – 1,17%.

Região Norte (11,05%): Acre – 0,57%; Amazonas – 2,77%; Amapá – 0,55%; Pará – 4,99%; Rondônia – 0,93%; Roraima – 0,38% e Tocantins – 0,86%

Fonte: Agência Brasil e O Globo
CNTS

Deixe sua opinião

Enviando seu comentário...
Houve um erro ao publicar seu comentário, por favor, tente novamente.
Por favor, confirme que você não é um robô.
Robô detectado. O comentário não pôde ser enviado.
Obrigado por seu comentário. Sua mensagem foi enviada para aprovação e estará disponível em breve.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Siga a CNTS
nas Redes Sociais