32
Manifestação em defesa da enfermagem na Avenida Paulista, em 2018.

Assista ao vivo a audiência pública em defesa da enfermagem, em Minas Gerais

Enfermagem

Comissão de Participação Popular da Assembleia Legislativa de Minas Gerais debate pautas da enfermagem, tais como regulamentação da jornada de trabalho e o piso salarial nacional.

A Comissão de Participação Popular da Assembleia Legislativa de Minas Gerais realiza nesta sexta-feira, 17, às 14h30, audiência pública para debater as pautas da enfermagem, tais como regulamentação da jornada de trabalho e o piso salarial nacional. Acompanhe a audiência ao vivo, clicando aqui.

Além disso, a categoria também está articulando a retomada das atividades da Frente Parlamentar em Defesa da Enfermagem do Congresso Nacional.

Mais cedo, os profissionais de enfermagem realizaram ato nacional nas ruas de Belo Horizonte com o objetivo de chamar atenção para a pauta nacional dos profissionais do setor. O Fórum Nacional da Enfermagem, do qual a  CNTS compõem, foi responsável pela realização da mobilização.

O ato, que começou na Praça da Estação, contou com a participação das setes entidades que compõem o Fórum, profissionais da categoria, entidades sociais e sindical e populares. A mobilização nacional busca pedir mais valorização e reivindicar as bandeiras prioritárias da categoria, como a jornada de 30 horas semanais, piso salarial nacional, descanso digno e melhores condições de trabalho.

“A CNTS conclama todos os trabalhadores da saúde a participarem do movimento, pois ele é de fundamental importância para dar visibilidade a causa da categoria. Somente com pressão dos trabalhadores da saúde que projetos prioritários da enfermagem voltarão a tramitar no Congresso Nacional. Nossa expectativa é trazer à tona do debate nacional questões referentes a esta categoria tão fundamental à saúde pública brasileira”, afirma o secretário-geral da CNTS e membro do Fórum, Valdirlei Castagna.

Toda a direção da CNTS participou da mobilização em defesa da enfermagem. Ontem, 16, na capital mineira, houve reunião da diretoria para debater as pautas da categoria.

Enfermagem – A enfermagem, que, além dos enfermeiros, engloba os técnicos e auxiliares, é a segunda categoria com maior número de profissionais no Brasil, chegando a 1,6 milhão segundo pesquisa da Fiocruz e do Conselho Nacional de Enfermagem – Cofen. Porém, ser a segunda maior categoria do Brasil, atrás apenas de metalurgia, não representa valorização e direitos. A categoria sofre com desgaste, doenças, estresse, má remuneração e jornada trilha de trabalho.

Na linha de frente do atendimento, os profissionais de enfermagem enfrentam situações de violência física, verbal e psicológica. Apenas 29% dos profissionais se sentem seguros em seus ambientes de trabalho, segundo dados da Pesquisa Perfil da Enfermagem no Brasil do Cofen e da Fiocruz. A pesquisa revela que 19,7% já sofreram violência no ambiente de trabalho, sendo: 66,5% violência psicológica, 26,3% verbal e 15,6% violência física.

Por esse motivo, a CNTS apoia o projeto de regulamentação da jornada de trabalho e o PL do descanso digno por reconhecer que jornadas exaustivas estão associadas ao aumento de ocorrências adversas e afetam diretamente a saúde e qualidade de vida do profissional.

 

CNTS

Uma opinião sobre “Assista ao vivo a audiência pública em defesa da enfermagem, em Minas Gerais

  • Maria José Pereira Rosa Ramos

    Precisamos de reconhecimento pelo nosso trabalho, estamos nos desgastando em jornadas duplas, devido falta de valorização profissional, estamos ganhando muito mal, a enfermagem está adoecendo. Pedimos socorro.

Deixe sua opinião

Enviando seu comentário...
Houve um erro ao publicar seu comentário, por favor, tente novamente.
Por favor, confirme que você não é um robô.
Robô detectado. O comentário não pôde ser enviado.
Obrigado por seu comentário. Sua mensagem foi enviada para aprovação e estará disponível em breve.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Siga a CNTS
nas Redes Sociais