Após denúncias do Sateal, MP cobra políticas de combate ao assédio moral

Depois de recorrentes denúncias feita pelo Sateal sobre casos de assédio moral sofridos por auxiliares e técnicos de enfermagem dentro do Hospital Geral do Estado – HGE, a procuradora regional do trabalho, Adir de Abreu, recomendou que a Secretaria de Estado da Saúde de Alagoas – Sesau passe a adotar condutas que coíbam casos de assédio moral. A cobrança da procuradora ocorreu durante audiência realizada no último dia 7, que contou com a participação da coordenação de gestão de pessoas do HGE, do setor jurídico da Sesau e com a assessora jurídica do Sateal, Mônica Carvalhal. “Perseguições, humilhações e trocas de escalas de trabalho sem aviso prévio são apenas alguns dos relatos dos profissionais que procuraram o Sindicato pedindo ajuda”, explicou a assessora jurídica do Sateal.

Na audiência, a procuradora determinou que fosse criado grupo de trabalho com objetivo de acomodar os trabalhadores em seus postos com melhor qualidade de vida. “Que seja incentivada a formalização das sugestões pelos seus colaboradores, para que implementem ideias ao projeto”, decidiu Abreu.

A Sesau pediu prazo de 60 dias, a partir da audiência, para apresentar o direcionamento do trabalho ao Sindicato e à Procuradoria. Para o presidente do Sateal, Mário Jorge Santos, a decisão da procuradora deve influenciar no tratamento dado aos profissionais. “Estamos acompanhando o caso do HGE e, embora o processo seja de 2014, ainda recebemos relatos atuais de colegas que estão sendo vítimas de assédio moral. Temos que ser rigorosos e firmes para cumprir nossa função de fiscalizar e denunciar as irregularidades detectadas, por isso pedimos aos profissionais que continuem denunciando situações que possam configurar assédio”, ressaltou.

O Hospital Geral do Estado não é a única unidade de saúde envolvida em casos de assédio moral, o sindicato também investiga o Hospital Filantrópico Nossa Senhora de Lourdes, no município de Pilar, o Ambulatório 24h Noélia Lessa, em Maceió, e a Santa Casa de Misericórdia de Penedo. (Ascom Sateal)





 

CNTS

Deixe sua opinião

Enviando seu comentário...
Houve um erro ao publicar seu comentário, por favor, tente novamente.
Por favor, confirme que você não é um robô.
Robô detectado. O comentário não pôde ser enviado.
Obrigado por seu comentário. Sua mensagem foi enviada para aprovação e estará disponível em breve.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Siga a CNTS
nas Redes Sociais